10 de ago de 2007

Perigos na Internet. Um exemplo recente

ANALIZE SEMPRE OS E-MAILS QUE CHEGAM PARA VOCÊ ANTES DE CLICAR EM ALGUM LINK

Isto não está relacionado diretamente com educação, mas.... é uma praga da qual devemos ficar sempre atentos.

Como exemplo, tomarei um e-mail que me chegou hoje. Seu título era curioso e por isso o abri "Tragédia no Rio de Janeiro", mas só de ver algumas de suas características, foi evidente que se tratava de mais um caso de vírus utilizando a engenharia social ou curiosidade natural das pessoas.


Minha intenção é analisar, neste caso recente, os elementos que evidenciam o vírus, mas antes disso, leia o excelente artigo escrito por Emerson Alecrim, que embora seja de 2004, continua totalmente atual: Ataques de engenharia social na Internet.

Vamos agora para nosso exemplo:

1- O título é muito atraente. Repare também na qualificação do e-mail como [bulk] ou seja um e-mail distribuído em massa, em grandes quantidades. Ser um e-mail em massa + um título atraente não é bom sinal, mas não significa que seja necessariamente um virus.

2- Repare também como tenta-se enganar às pessoas utilizando um suposto endereço de procedência de e-mail sério (neste caso da Folha on-line), mas observe que o site não tem nada a ver (admin.com.br) e nem existe de fato esse site. É comum citar empresas como CNN, Coca-Cola, etc.

3- Por último, o mais importante, se você posicionar o cursor acima do link, verá que esse link na realidade levaria você para um site russo (.ru) e provavelmente para baixar um arquivo executável e provocar algum dano. Esse comportamento de posicionar o cursor para ver o endereço do link (e sem clicar nele) é muito salutar. Se achar suspeito esse link ou nome, pode pesquisar antes na Internet para ver se aparece alguma informação dele, por exemplo nos alertas de vírus ou outros sites especializados.

Sempre fique de olho com os possíveis e mutáveis perigos existentes na Internet!


Como disse Emerson Alecrim no seu artigo (2004):

O grande problema é que muitos internautas, independente da idade, estão "dando seus primeiros passos na Internet" e não têm noção dos perigos existentes nela. Muitos ficam maravilhados com a "grande rede" e tendem a acreditar em tudo que lêem nesse meio. Felizmente, muitos provedores de acesso à Internet e a mídia como um todo tem dado atenção aos golpes existentes na Internet e ajudado na divulgação das formas de prevenção. Mas ainda há muito a ser feito e se governos e entidades especializadas não levarem o assunto a sério, a Internet será tão perigosa quanto andar sozinho num lugar escuro e desconhecido.

Nenhum comentário: